Como gerenciar parcerias empresariais

Também chamada de aliança estratégica, as parcerias empresariais dizem respeito a co-criar um projeto conjunto entre duas ou mais empresas. Tal cooperação está conectada ao nível do desenvolvimento de novos produtos, redes de distribuição e inclusão em novos mercados. Em síntese, um dos grandes objetivos é ampliar a representatividade das empresas que assinam um contrato de parceria.

Dicas de Gerenciamento de Parcerias Empresariais

É claro que o processo de uma parceria envolve certas burocracias. Após toda a documentação concluída e, de fato, a parceria ter início, é preciso seguir alguns procedimentos para um empreendimento de sucesso.
Aqui estão os três principais pontos imprescindíveis para parcerias empresariais de sucesso:

Comunicação e documentação

À medida que a parceria comercial evolui, registre e documente qualquer coisa que seja diferente ao seu contrato inicial. Caso este tenha sido feito de maneira correta, permitirá revisões devido a mudanças nas circunstâncias. Porém lembre-se que elas sempre devem ser feitas por escrito e assinadas por cada parceiro de negócios.

Envolva-se em seus negócios das parcerias empresariais

Pessoas que não estão em constante comunicação com seus parceiros logo correm o risco de serem deixados do lado de fora em uma disputa. Entenda efetivamente suas responsabilidades e seus deveres. Além disso, atenda às expectativas de seus parceiros e, se necessário, revise quais devem ser essas expectativas.

Escrituração, conformidade legal e depósitos tributários

Não poupe custos em contabilidade e finanças. Essa é a força vital do seu negócio e determinará quando e como seus lucros serão distribuídos. Garantir que seus depósitos tributários sejam feitos no prazo devido e com valores corretos é a espinha dorsal de todo e qualquer bom planejamento para que haja sucesso na parceria. Com a contabilidade cuidando do planejamento tributário e uma boa gestão de controle financeiro e orçamentário, é possível fornecer os indicadores necessários para saber se a rotatividade alcançada pode cobrir todas as despesas. Dessa forma, evita-se surpresas e perdas.
O importante é, antes de tudo, escolher o (s) parceiro (s) certo (s). O método de seleção dependerá principalmente do que você pode oferecer e do que o outro pode lhe trazer. Cada área e cada empresa tem necessidades diferentes e é por isso que é importante pensar com cuidado para maximizar as chances de sucesso. Do ponto de vista jurídico, as parcerias empresariais divergem da fusão porque as empresas continuam sendo entidades independentes.
Quer alavancar seu negócio através de parcerias empresariais? A Guarusol está sempre pronta para ajudá-lo(a) a tomar as melhores decisões para o seu negócio.



Deixe uma resposta